Este é um microcosmo apartidário embora ideológico, pois «nenhuma escrita é ideologicamente neutra*»

*Roland Bartes

Intros: 1 2

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Um Santo Natal e Boas Festas.
Share |

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

The Hateful Eight


Mais um de Tarantino.

Share |

Aborrecimento

«Não deixe de perdoar os seus inimigos, nada os aborrece tanto.» 

Oscar Wilde

Share |

Saúde da economia global

«Abordar as desigualdades é um passo vital para devolver a saúde à economia global.»

Joseph Stiglitz, Nobel da Economia, in VER.

Share |

Vida

«Quem perder a sua vida por Mim, achá-la-á.»

Mateus 16:25

Share |

D. Duarte de Meneses, Conde de Viana

Não haverá muitas mais formas tão honrosas de partir como esta:

D. Duarte de Meneses*, conde de Viana e primeiro capitão de Alcácer Ceguer, deu a sua própria vida para proteger El-Rei D. Afonso V na Serra de Benacofu, aquando da deslocação do Rei ao norte de Marrocos.

Fonte Wiki.

Share |

Pet Boys (IV)

«They talk too fast and walk too slow.»

Neil Tennant | Chris Lowe (1987)

Share |

Pet Boys (III)

«I love you, you pay my rent.»

Neil Tennant | Chris Lowe (1987)

Share |

Pet Boys (II)

«(...)
If I didn't love you
I would look around for someone else
but every time I see you
you have the same effect

My heart starts missing a beat
(...)
every time
(...)»

Neil Tennant | Chris Lowe (1988)

Share |

Pet Boys (I)

«I've got the brains, You've got the looks...Let's make lots of money»

Neil Tennant | Chris Lowe

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!




Suede will release their stunning new album “Night Thoughts” on January 22nd, 2016.

Share |

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

25 / 11 = Dia da Democracia Portuguesa

Enquanto cidadão gostava de ver este dia feriado. E tu?

Share |

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Suffragette | As Sufragistas


Share |

Joana de França

Joana D'Arc, uma camponesa, mulher simples e iletrada, que apenas tinha dois propósitos claros na sua determinação: Deus e a França.

Sem armas, decidiu enfrentar aqueles que ameaçavam a autodeterminação da sua amada França. Sempre primeira na frente de batalha, foi seguida por muitos homens, nobres e do povo, que tudo faziam para a proteger em conflito. Muitos não hesitaram em dar a sua própria vida por ela. Ela a França, ela a camponesa, ela Joana.

A sua pureza e a dos seus ideais constituiu nos franceses da época uma complexa forma de restituição da força que há anos lhes fugia. Com ela os franceses viram novamente uma França livre e acreditaram na mudança...e mudaram.

Joana a mártir, verdade, mas nunca abdicando da sua razão e daquilo em que acreditava: o melhor para a França e para o seu povo!

A liberdade, a igualdade e a fraternidade em Joana não eram, equivalentemente, uma imagem, uma bandeira, um símbolo, e, muitíssimo menos, um chavão emanado de elites ou de uma revolução, eram sim, além de simplesmente intrínsecas nela, expressadas por acção.


Share |

As "primaveras árabes" estão a repercutir um terrível "inverno" na Europa

Share |

O infeliz circuito

Refugiados --» Europa --» Estado Islâmico --» França --» M. Le Pen

Share |

Centenas de argumentos, mas só um irá contar: Centeno

Se os banqueiros aprovam o Dr. António Costa para PM, então vamos ter um governo socialista...ou será do Prof. Centeno?

Share |

Impasse

No presente impasse do PR e conhecido o pronto entendimento do Senhor Duque de Bragança sobre o assunto, aposto que muita esquerda, neste momento, ia preferir um Rei...

Share |

Prognóstico antes do jogo

Vejo um cento, para não dizer ‘Centeno’, de motivos para isto não correr bem…

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

sábado, 14 de novembro de 2015

Steve Jobs


Share |

Vontade indómita

Todo o empreendedor deve ter a vontade calibrada, equivalentemente, para mudar o mundo.

Caso contrário, mais vale não avançar.


Share |

Um simples exercício


Share |

BANalidades soberbas

«Entre o nada e o nada»

João Loureiro, 1989.

Share |

"Efeitos da queda anunciada do governo"

Lido o texto fiquei apenas com reserva jurídica num aspecto concreto (“dissolução da Assembleia da República”), mas o artigo, no seu todo, não deixa de ter relevante interesse.

Share |

Humanizar Vs Estatizar

«É preciso humanizar o Estado e não estatizar o homem.»

Anacoreta Correia citando, na AR, uma frase de Francisco Lucas Pires.

Nota – O princípio maior dessa expressão é a figura, cada vez mais necessária, do Rei.

Share |

PM e não solução de governo

O Primeiro-Ministro é nomeado pelo Presidente da República, ouvidos os partidos representados na Assembleia da República e tendo em conta os resultados eleitorais (vide n.º 1 do artigo 187.º da Lei Fundamental). É isto o que diz a Constituição. O PR nomeia um PM e não uma "solução de governo apoiada na AR".

Posto isto, Cavaco irá nomear Costa, o perdedor das eleições, sem um programa de governo consistente e duradoiro conforme o próprio líder socialista reconhece?

As Presidenciais são já em Janeiro, por isso: gestão por aqueles que já têm a confiança dos credores.

Share |

Precisão

Apenas para precisar: concordo com aqueles que acham que a CRP não deve ser revista...ela deve sim ser substituída por uma nova ou por nenhuma escrita à semelhança do Reino Unido.

Share |

Luminoso

«A Fonte Luminosa foi-se ou foice?»

M.A.A.

Share |

Quem paga?

Marcha atrás nas privatizações?! E quem paga as (drásticas e chorudas) indemnizações aos consórcios vencedores?

Share |

As incontornáveis diferenças (II)

Em Portugal a esquerda continua com a sua visão retrógrada e conservadora de totalizar o Estado sobre o cidadão, impondo-se ao segundo; A direita hoje, infelizmente menos conservadora societariamente mas felizmente mais liberal economicamente, aposta, contrariamente, em desbravar o trilho que conceda a maior liberdade possível ao cidadão para ser empreendedor, realizar-se e gerar riqueza.

Share |

As incontornáveis diferenças (I)

De um prisma abrangente, verifica-se, inquestionavelmente, que a esquerda não tem conseguido afastar-se daquela forma totalizadora de subsidiar e enquadrar tudo sob égide do Estado orgânico, enquanto a direita, especialmente a liberal, procura conferir a liberdade ao cidadão para se determinar.

Share |

Obrigado Dr. António Costa!

Poucos acreditarão que aquilo que irei proferir é desprovido de ironia, mas quero agradecer ao Dr. António Costa pelo que concretizou no Parlamento no passado dia 10 de Novembro. Todos sabem que a minha maior aspiração de regime (e de cariz não partidário) é restituir o Trono de Portugal a quem de direito. Contudo, e como é amplamente sabido, não foi isso que aconteceu naquele dia. Aconteceu, porém, a minha segunda maior aspiração: o fim do centro político em Portugal e a definição clara para o futuro entre a esquerda e a direita. Quis a história que fosse António Costa o responsável por esse ‘upgrade’ democrático, o mesmo que deverá gerar, pela postura assumida perante todos, novas forças de direita que há tanto careciam de existir para que se estabelecesse um verdadeiro equilíbrio democrático em Portugal.
Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

007 Spectre


Share |

Aquele que é/será Portugal

«Olhamos para este período de incertezas na democracia republicana, através do olhar da monarquia. Há 20 anos, Portugal assistiu a um casamento digno de um rei, ou, de um pretendente a rei. Do enlace de Duarte Pio e Isabel de Herédia nasceu a família que podia ser real. No Perdidos e Achados, os duques de Bragança falam da sua vida, do país e da atual situação política.»

SIC

Nota - Apesar da reportagem ter sido boa, o respectivo título e a rubrica é que ficaram aquém para alguém com a respeitabilidade do Senhor Duque de Bragança.

Share |

Cella Bar | Pico


Bar e Restaurante de tapas, Madalena, ilha do Pico, Açores.

Share |

Ferramentas

«Os homens transformaram-se nas ferramentas das suas ferramentas.»

Henry David Thoreau

Share |

Responsabilização

Se quanto à eleição dos governos Sócrates podia ser dito, democraticamente, que o povo teve responsabilidades, contrariamente, no caso de Costa, o povo está absolutamente alheio ao que pode vir a acontecer.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal.

Share |

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

João Bénard da Costa: Outros Amarão as Coisas que Eu Amei


Share |

CRP: Fascismo não, todavia...

Alguém alguma vez ouviu o Jerónimo de Sousa ou qualquer outro líder do PCP declarar-se não estalinista? Eu nunca ouvi.

Share |

SIC atenta aos sinais dos tempos


Share |

'O Pensamento D’El-Rei'


– Carta d’ El-Rei D. Carlos I ao Príncipe Alberto I do Mónaco in Fevereiro de 1907.

Share |

'Monarquia – Liberdade de Pensar e de Escrever'


– Sua Majestade Fidelíssima El-Rei Dom Pedro V de Portugal in Escritos

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal.

Share |

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Perdido em Marte


Share |

Repensar

Ontem ficou claro que o Chefe de Estado não é, afinal, uma figura alegórica. É ainda garante de muito.

Daí a importância de repensar essa magistratura, porquanto a fragilidade que hoje foi conhecida ao PR, mormente a acusação, mesmo que injusta, de ter sido partidário (na sua declaração), num Rei isso nunca aconteceria.

Share |

Onde está realmente o foco do problema


António Horta Osório

Share |

LMC

Um dos mais respeitáveis actores portugueses e senhor de um pensamento admirável:


Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal.

Share |

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Marguerite


Share |

'Descomplicativo'

Está mais que na altura de descomplicar algumas coisas em Portugal.

Share |

Alice no País das Tristezas

Não fosse a elevadíssima perigosidade para os destinos do País, confesso que até gostava de assistir à obscenidade política da formação de uma "maioria de esquerda", liderada pelo Sr. Costa, apenas para analisar os comportamentos do BE e do PCP a lidarem governativamente com os problemas reais dos portugueses.

Share |

Inevitabilidades

O mais caricato é que num governo da "maioria de esquerda", o PS vai ser a ala direita desse engenho.

Share |

No futuro

«No longo prazo, questões sociais e ambientais serão também financeiras.»

Lars Sørensen, CEO da dinamarquesa Novo Nordisk e número 1 no ranking, anualmente elaborado pela Harvard Business Review, que lista os CEOs com melhor performance no mundo inteiro.

In VER

Share |

Tínhamos a PaF... e agora PuF!

Share |

Putativamente

O potencial vencedor das Presidenciais 2016 é um político muito corajoso, habituado a lidar com momentos problemáticos e preparadíssimo para decisões difíceis...

Share |

Arnel


Dr. Carlos Melo Bento.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

sábado, 10 de outubro de 2015

Every Thing Will Be Fine


Share |

Lucidez constitucional

O PR ao votar está dizendo que escolhe uma parte.

Uma lei constitucional lúcida devia ter esse aspecto sob consideração.

Share |

Engenhocas políticas

Muitos estão preocupados com a possibilidade de Costa formar governo com o PCP e o BE.

Julgo que não há lugar a alarmes. Tudo não passa de uma mera encenação politica prévia, antes mesmo de se apresentar perante a Coligação. Esse engenho politico nada mais é do que um suposto trunfo alicerçado na sua posição oscilante e bambaleante entre a extrema esquerda e o centro-direita. 

Contudo, Costa sabe que não se pode atrever a tanto e irá viabilizar o OE, pois o risco para Portugal ainda é enorme e até para o próprio PS (não esquecer o que aconteceu ao PASOK). Costa se fosse coligar-se com a extrema esquerda, estaria a comprometer a maior parte dos socialistas, aqueles que são europeístas e moderados e, acima de tudo, iria afrontar os fortíssimos lobbies que no fundo são os "donos disto tudo" e de quem o PS não está alheio. 

Em suma, esses que andam preocupados...não queiram fazer Costa assim tão estulto.

Share |

Harmonias

A dita "maioria de esquerda" é ideologicamente tão coerente e harmónica como uma salada russa!

Share |

Derrota em discurso

Se estiveram atentos devem ter reparado que António Costa terminou o seu discurso de derrota (...se for possível chamar-lhe assim...) com vivas à república e enaltecendo os respectivos valores de origem jacobina francesa.

Pelo exposto e em suma, quem for republicano recorde-se que Costa, nesse aspecto, traduz a verdade e, portanto, estará a defender exactamente os mesmos pressupostos do líder socialista. 

Eu afirmo categoricamente que nunca defenderei tais valores, nunca.

Share |

Traduzindo para futebolês


Share |

Democracia e democracia

Ouvindo, na última terça-feira, o Bernardino Soares na SIC-N, fui levado a concluir:

1.º) Existe a democracia espelhada na lei e que dá a legitimidade a quem vence eleições; e

2.º) Existe a democracia do PCP.

Share |

A 'Economia do Mar'

A determinante importância de (re)descobrir o mar.

Share |

Eterna vitória

O PCP apresenta sempre um elemento prevalecente relativamente às demais forças políticas: havendo eleições...vence.

Share |

Não se invertam realidades: é seguro que Costa perdeu.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal:

Share |

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

The Danish Girl


Share |

130 fotografias da última rainha de Portugal


Share |

Inqualificável!

Ainda a propósito das #%&@£§ que António Lobo Antunes teceu sobre Fernando Pessoa, nem quero pensar o que diria ele sobre a obra do Pe. António Vieira…

Share |

Tecno?

Blatter e Platini investigados criminalmente...será desta que finalmente a tecnologia chega ao futebol?

Share |

Devo confessar que nunca me soou bem o "Poor's" no "Standard &"

Share |

Antes e depois

Antes diziam: “Comprei um Skoda/Seat mas no fundo aquilo é VolksWagen.”

Hoje dizem: “Comprei um Skoda/Seat mas no fundo aquilo é Skoda/Seat.”

Share |

Como recuperar o crédito

P: Quanto custa esse VolksWagen TDi?
R: € 30.000,00.
P: Ofereço € 10.000,00.
R: Vendido!

Share |

E eu que sempre pensei que eram só os portugueses…

VolksWagen, Audi, Skoda…enfim alemães…esses chicos espertos…

Share |

Shuzo Matsuoka

Usualmente o japonês Shuzo Matsuoka era considerado um "cavalheiro do ténis".
Eu sempre preferi o termo "Samurai do ténis", dada a nobreza e a pureza com que se entregava ao jogo e como respeitava os adversários e o público. De uma educação inesquecível.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Não vão estar incógnitos no próximo dia 11, domingo, pelas 21h, na Casa da Música.
Quem tiver coisas muito importantes para fazer nesse dia, desmarque-as e vá assistir aos Incognito.


Made in Portugal!

Share |

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Aniversários

Nascia, respectivamente, no dia 28 de Setembro de 1863 e de 1865, El-Rey D. Carlos I e S.M. a Rainha D. Amélia.

1896

Share |

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Snowden


Share |

A asfixia esquerdina

Se não tivéssemos uma maioria esmagadora de partidos de esquerda no domínio político português, o que é absolutamente castrador e objectivamente impeditivo para uma evolução civilizacional e democrática (…daí estarmos constantemente a ser intervencionados), tais como o PCP, o PCTP/MRPP, o POUS, o MAS, o Livre, o Agir, o BE, os Verdes, o PAN, o PTP e o Partido Socialista, e vivêssemos num país evoluído onde esse desequilíbrio de forças não fosse uma realidade, este assunto já estaria remetido à sua verdadeira instância: o Tribunal Penal.

Share |

Coragem e honra

«King Abdullah has the personal qualities of courage and honor to conduct this dangerous peace mission and to maintain the long-term integrity of Syria.» / «O Rei Abdullah (da Jordânia) tem qualidades pessoais, coragem e honra para liderar esta perigosa missão de paz e assegurar a integridade da Síria a longo prazo.» (tradução Expresso)

Este artigo veio traduzido no último Expresso (pág. 28 - Primeiro Caderno), explicitando o pensamento do obreiro da paz na Bósnia, Lord David Owen, sobre a solução para Damasco.

Share |

Uma visão sobre o Regicídio


Share |

Lyrics

«I'll be there for you when you want me to
I'll stand by your side like I always do»

New Order, in "60 Miles An Hour" (2001)


«Someone like you can make me feel like I used to do»

New Order, in "Someone Like You" (2001)


«My life ain't no holiday.»

New Order, in "Vanishing Point" (1989)


«Every time I see you falling
I get down on my knees and pray»

New Order, in "Bizarre Love Triangle" (1986)

Share |

Legislativas ontem e hoje

A propósito de legislativas este excelente post demonstra inequivocamente qual o conceito de "democracia" do republicanismo, o qual ficou patenteado, como marca indissolúvel, a partir de 5-10-1910.

Share |

The Best

The Best (I)

«Um jogador brasileiro nascido na Irlanda do Norte».

Como a 'Revista Placar' descreveu George Best em 1970.


The Best (II)

«O Quinto Beatle»

As manchetes dos jornais ingleses em 1966 sobre George Best, após ter marcado 3 golos contra o Benfica de Eusébio, Coluna e José Torres, numa vitória dos Red Devils, por 5 x 1, na 2.ª mão dos 1/4 final da então Taça dos Campeões Europeus, em pleno Estádio da Luz.


The Best (III)

«Maradona good. Pelé better. George Best»

Ditado popular na terra natal de George Best.


Share |

Fly again!

Tomara que sim...seria o tal passo atrás para melhorar o caminho.
Se o Concorde voltar aos céus, apenas quem ganha é o Homem.


Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!

Porque começou o Outono e ele tem de começar da melhor maneira.


Share |

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

The Face of an Angel


Share |

O sentido da lógica

Se em Portugal já faz sentido uma Monarquia, no Brasil já se torna lógico e urgente.

Share |

A esperança no País irmão

Quando a fé de um povo esmorece, a reserva para elevar novamente uma nação é só uma.

Share |

Apenas uma pequena nota de aritmética e de contenção de despesas:

O Rei D. Carlos, que foi assassinado pelas costas, ainda conseguiu ter um reinado mais longo (19 anos) que a 1.ª república inteira (16 anos) e seus inúmeros presidentes.

Sempre existe quem nunca desista deste País.

Share |

Quando éramos ultimados

Houve quem criticasse El-Rey D. Carlos na questão do Ultimato inglês, isso porque muitos se indignaram com tal confrontação face ao prestígio de Portugal e da vasta Administração existentes àquela data. Os mesmos exigiram república e acabaram por impô-la aos portugueses.

Hoje, decorridos mais de cem anos em república, nem prestígio nem Administração. As imposições aplicam-se sem sequer haver Ultimato. É obedecer aos estrangeiros e pronto…sem resposta.

Share |

Posicionamentos

Prefiro o plafonamento horizontal, mas o vertical também não é mau.

Share |

Análise interna

Entendo injusto chamar o CDS de partido do taxi. 

Hoje já é mais Uber.

Share |

Coisas que já não são o que eram…

Na lista por Lisboa temos um “intelectual” e um “empresário”.

Share |

Novo verbo


Eu syrizo
Tu syrizas
Ele syriza
Nós syrizamos
Vós syrizais 
Eles syrizam

Share |

Certo e errado

«Há momentos em que não existe o certo e o errado.
Apenas o mais certo e o mais errado.»

In VER | Valores, Ética e Responsabilidade | n.º 340 - 17 Setembro de 2015

Share |

Riquezas

«O bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior.»

Alfred Armand Montapert, filósofo norte-americano.

Share |

À prova de inconstância

«Quanto mais forte é um carácter, menos sujeito está à inconstância.»

Stendhal, escritor francês.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal:
Share |

sábado, 12 de setembro de 2015

2016: And the Oscar goes to...

Share |

63 anos: A longevidade do orgulho e do respeito

Se repararem, durante as palavras de Cameron, a evocar o recorde do reinado mais longo da história de Inglaterra pela Rainha Isabel II, não houve disputa, não houve esquerda nem direita, nem tão pouco liberais ou conservadores...houve sim orgulho e respeito pela sua Monarca.

Assim é bem melhor. Vamos a isso Portugal! Vamos gerar luminosidade neste grande País uma vez mais, voltar àquilo de que nunca devíamos ter saído: Monarquia!

Share |

Eles e nós

Eles (ingleses, holandeses, dinamarqueses, suecos, canadianos, japoneses, etc, etc), vivem em Monarquia, um sistema muito mais avançado e progressista que o nosso, como hoje se constata nos melhores índices. Trata-se de uma explicação de índole consciencial e colectiva de um povo.

Nós ficamos atrasados (muitíssimo mais desde 1910) e, com a república, e os valores que ela traduz, nunca mais progredimos. Os regimes monárquicos pensam no colectivo, o que reflecte nos cidadãos o orgulho no seu chefe de Estado que não é um político.

Nós cá, na nossa república modernaça, apenas temos orgulho (e não são todos) na Selecção Nacional...

Share |

Abstracções e intangibilidades

Nunca pensei que estaria tão de acordo com um socialista e republicano:

"Ao contrário do regime monárquico, a 'república é uma ideia abstrata, intangível'."

Nuno Severiano Teixeira

In A Revista do Expresso, 29-8-2015, pág. 61.
No contexto do lançamento do seu recente livro Heróis do Mar, pela A Esfera dos Livros.

Share |

Reis e Rainhas...precisamos deles

Muitas vezes emerge a teoria de que o sucesso dos países monárquicos não está relacionado com o tipo de regime vigente, nem tão pouco pelo facto de existirem reis e rainhas. Em grande parte essa corrente sedimenta-se e resume-se à suposta existência de questões culturais muito mais profundas. Contudo, é preciso explicar a origem dessas questões culturais muito mais profundas.

É preciso notar que existem muitas repúblicas e essas são, em regra, menos desenvolvidas que os países monárquicos e cujas debilidades tudo têm que ver com Presidentes e "Presidentas". Neste contexto, nada melhor do que verificar/confirmar os índices de referência: Desenvolvimento Humano, Democracia, Alegria, Corrupção, etc. Há coincidências a mais.

A explicação reside no facto da sociedade ocidental ter começado num formato de antiga república, na Grécia curiosamente. Qualquer um sabe que os romanos foram lá beber e que foram superiores enquanto civilização. Porquê? Porque evoluíram da velhinha república para o modelo centralizado no Imperador. A partir daí o progresso aconteceu. Os reinos na Europa foram a continuidade desse modelo durante séculos, e o velho Continente era a referência e inspiração para o mundo.

Entretanto a moda voltou e as velhas repúblicas também. No caso caso (português) regredimos e a França também, bem como outros. Agora existem muitas repúblicas e é notório o retrocesso comparativo.

Além disso, as maiores barbaridades que a humanidade conheceu foram cometidas por políticos em repúblicas, casos da Alemanha Nacional Socialista e das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Em suma, tudo tem que ver com Reis e Rainhas...precisamos deles.

Parafraseando Alexandre Herculano: "Se mandarem os Reis embora, hão de tornar a chamá-los".

Share |
Portugal UBER alles!

Share |

Fundação Casa de Bragança

«Em 1915, dom Manuel II, no seu testamento, manifestou vontade de os seus bens particulares em Portugal ficarem à disposição do país. Dom Manuel II não dispôs naturalmente dos bens da Casa de Bragança, destinados ao herdeiro do trono de Portugal e, como tal, não susceptíveis de disposição em testamento. Após a morte de dom Manuel, em 1932, as suas únicas herdeiras (a viúva, Augusta Vitória e a mãe, a rainha dona Amélia) renunciaram às suas heranças. O Estado português, porém, considerando que dom Manuel II morrera "sem descendente, nem sucessor" no trono de Portugal, apropriou-se dos bens da Casa de Bragança constituído com esse património, e com o património privado do falecido monarca, a Fundação da Casa de Bragança.»

In Wiki.
Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!

Made in Portugal!

Special appearence of the great Kalaf
Pearls: «A minha “luso-mestiçagem”»… «Anglo-sexónico»…!


Share |

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Life


Share |

Mundo melhor, precisa-se!

Obviamente certo! 

Por petróleo invadiram-se nações, mas por crianças a darem à costa mortas assobia-se para o lado.
Cameron justifica, uma vez mais, porque é, eventualmente, o único político contemporâneo verdadeiramente de referência.


Share |

How?


Share |

Ainda D. João e o Brasil

O respeito dos brasileiros por D. Joao VI.

Share |

A dignificação da mulher foi noutros dias

A mais marcante guerra fratricida na História dos portugueses, tinha por base a colocação de uma mulher na Chefia de Estado. Muitos deram a própria vida por isso. Aconteceu em Monarquia.

Hoje, curiosamente, em república, liga-se peva para a hipótese de sequer por uma mulher nesse lugar.

Share |

(IN)Justiça

Eis a cominação legal, baseada em princípios universais e (não menos) progressistas, sedimentados na defesa da vida, para quem mata seres humanos...infelizmente não estando a proteger os intra-uterinos absolutamente indefesos:

«CÓDIGO PENAL

TÍTULO I
Dos crimes contra as pessoas
CAPÍTULO I
Dos crimes contra a vida
Artigo 131.º
Homicídio
Quem matar outra pessoa é punido com pena de prisão de 8 a 16 anos»

Share |

Serenamente

Iniciou-se esta semana, em N.Y., o US Open 2015.

Eis a grande questão que se coloca: conseguirá a Srta. Williams, de forma SERENA, o tão desejado Grand Slam?

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!

Monsieur Ludvig Navarre est revenu !

Novo single dos NEW ORDER! Estes cavalheiros não brincam em serviço.
Top return!



Share |

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Dior e Eu


Share |

O salto

Ainda a propósito do passado dia 21, dia em que, 600 anos atrás, Portugal conquistava Ceuta e iniciava o seu Império com uma gestão por mais de meio milénio:


Share |

From Russia with love? (Part 2)

Agora é o Lokomotiv de Moscovo!? Se fosse possível preferia o Real Madrid...sempre teríamos algumas hipóteses.

Share |

From Russia with love? (Part 1)

O Sporting foi jogar futebol, o CSKA andebol.

Assim não dá!

Share |

Ideal

«A beleza ideal está na simplicidade calma e serena.»

Johann Goethe

Share |

Rebeldia

«Hoje senti rebeldia, ontem dancei o yé-yé»

João Loureiro, "Segredo" in Mundo De Aventuras (1991)

Share |

Momentos...

Há momentos na História que se gera a necessidade de haver 25s de Abris ou 28s de Maios...dependentemente da intensidade do grau de ordem ou desordem instalados.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Exquisite sound, under a beautiful snowy weather in Paris!

Existem três aspectos que sempre gostei, desde 2009, quando os conheci na colectânea Kitsuné Maison, e que são: 
1) A versatilidade enquanto grupo de dança; 
2) O nome; e
3) Neste tema especifico, o começo desenrolar-se em registo soft quase easy listening / bossa nova e segundos depois é como se dissessem: "esperem que já vão ter levar com o que é bom para a tosse!"
Share |

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Ant Man


Share |

Da República e da Monarquia

«O desenho estrutural da política doméstica revela incompletude. As frequentes irresoluções, dilações e retornos não advêm do diálogo democrático mas de, digamos, oscilações, ora administrativas ora políticas. As reformas e as regulações não têm sido nem ágeis nem faseadas a longo prazo, de modo a suavizar inconvenientes delas derivadas. Deste modo, sem uma perspetiva institucional de longo prazo, o custo das mudanças é maximizado e, assim, muitas vezes, a eficácia da democracia é intermitente.

E enquanto os recursos e as circunstâncias oscilam, os objetivos são dispersados.

É, por isto, necessário adicionar na sociedade portuguesa uma instituição, apartidária, independente de interesses económicos, representante do todo nacional: a Instituição Real, propiciadora da permanente conversação democrática visando consensos estratégicos, sem os quais, todos os esforços se esvaem.»


Share |

Até nos EUA!

De facto não existem palavras de satisfação que expliquem esta incrível realidade

Portugueses, emigrantes e residentes nos EUA, cujas convicções são claras e inabaláveis…mesmo estando sujeitos a uma imposição republicana de mais de 100 anos com as respectivas e sucessivas tentativas de lavagem à memória deles.

Share |

Lido no Expresso de 15-8-2015

"O Benfica tornou-se ateu."

Share |

(In)Dignidade!

Os candidatos já fazem uma equipa de futebol!

Share |

A caixa verde

«Com um temperamento observador, grave, desde criança [...] mandou pôr à porta do seu palácio uma caixa verde, cuja chave guardava, para que o seu povo pudesse falar-lhe com franqueza, queixar-se [...] O povo começava a amar a bondade e a justiça de um rei tão triste [...].»

Sobre D. Pedro V, Biografia dispersa (in Wiki)

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz! (Part 2)


Share |

WEEK SOUNDZZZzzz! (Part 1)

Leisure time!



"(...)
These are crazy days but they make me shine
(...)"




Made in Portugal!



Share |

domingo, 16 de agosto de 2015

Destaque cinema

Como sempre as férias foram aproveitadas para colocar em dia alguns filmes.

Deixo aqui a selecção deste ano:

“Os Guardiões da Galáxia”, de James Gunn

“Magia Ao Luar”, de Woody Allen

“Amour”, de Michael Haneke

“Supercondriaque”, de Dany Boon

“Sin City: Mulher Fatal”, de Frank Miller e Robert Rodriguez 

“A Teoria de Tudo”, de James Marsh

“Where the Wild Things Are”, de Spike Jonze

“Yves Saint Laurent”, de Jalil Lespert

“Her - Uma História de Amor”, de Spike Jonze

“A Grande Beleza”, de Paolo Sorrentino

“300: O Início de um Império”, de Noam Murro

“Noé”, de Darren Aronofsky

“Grand Budapest Hotel”, de Wes Anderson

“Blue Jasmine”, de Woody Allen

“Big Hero 6: Os Novos Heróis”, de Don Hall e Chris Williams

“Interstellar”, de Christopher Nolan

“Birdman”, de Alejandro González Iñárritu

“A Little Chaos (Nos Jardins do Rei)”, de Alan Rickman

“Golpada Americana”, de David O. Russell

“Boyhood”, de Richard Linklater


Destacaria e recomendaria, considerando o respectivo género de cada filme, estes seis:

“Os Guardiões da Galáxia”

“Magia Ao Luar”

“Her - Uma História de Amor”

“Blue Jasmine”

“Interstellar” e

“Birdman”

Share |

Let's start thinking on something new!

«(...) o referendo grego revela um facto extraordinário e preocupante. O maior perigo ao chamado consenso europeu resulta do exercício local da democracia. A emergência, pela via democrática, de partidos nacionalistas, populistas e antieuropeus coloca em causa o edifício comunitário, assente na cedência e na partilha de soberanias nacionais. Quando assim é, alguma coisa de muito mal, e perigosa, vai pela Europa.»

Luís Marques, in Expresso, Caderno de Economia, de 11/7/2015, a pág. 6.

Share |

Os Reis de Portugal em Londres

"God Save The King… D. Carlos I", quando Portugal tinha efectivamente prestígio.

Share |

Entrevista de Nuno Saraiva a ler:


Share |

Desembargador Roberto Wider


Share |

Será que o Edson Athayde estará a trabalhar, em simultâneo, para a Coligação?

Share |

Sobre o falecimento de El-Rey D. Pedro V

«Na tarde de onze de Novembro, às sete horas, solta em fim dos laços do desterro, voa a unir-se aos que chorava uma das mais formosas almas que enobreceram a púrpura Real, honrando este século e a Humanidade.»

Prof. Rebelo da Silva, Historiador do século XIX

Share |

Adamastor

Em certo sentido quis a História confirmar, em Outubro de 1910, a veracidade do terrível medo que emanava do profético e ameaçador Adamastor, não na sua figura mitológica mas também, curiosamente, na de um gigante no mar, metálico, materializado na forma de um barco, de onde, do rio Tejo, saíram os tiros parricidas que alvejaram, repetidamente, o exterior e o interior da morada do nosso Rei e que mais veemente ditaram a interrupção do Sonho, das Descobertas e do Reino de Portugal.


Share |

Quando o povo tomou o Paço Real das Necessidades

Houve, de facto, um momento na História de Portugal em que o Povo invadiu um palácio Real (o das Necessidades), tendo causado estragados. É inegável.

Todavia, isso deu-se porque o Povo, indignado, queria vingar a morte do seu Rei dos supostos assassinos, os quais estariam, alegadamente, no Governo. Nunca querendo acreditar que o Monarca tinha efectivamente falecido de doença, a tristeza foi de tal envergadura que deixou a emoção controlar os actos.

Share |

Abolição

É sempre bom lembrar quem nos deu o verdadeiro progresso:


Share |

O pormenor da Coroa Real e da Caravela



Foto - PPA

Share |

Carácter firme

«Os homens de carácter firme são as colunas mestras da sociedade a que pertencem.»

Ralph Emerson

Share |

Temporal

«Quanto mais feliz, mais breve é o tempo.»

Plínio

Share |

Valoroso

Valoroso é aquele que, plenamente consciente da sua finitude, é desprendido e empreendedor.

Share |

Monarquia portuguesa...


Share |

Romanov


Share |

"...listen the Queen"

Share |

Círculos

Ouvido, a 30 de Julho último, às 22h43m na Quadratura:

"O PS é uma versão adocicada do programa do Governo."

Pacheco Pereira

(O Jorge Coelho riu-se)

Share |

Super Taça (II)

Estamos a ficar com tudo que era deles: Jesus, vitória...

Share |

Super Taça (I)

Das duas equipas de Jesus em campo, ganhou a que tinha jogadores mais talentosos e competentes.

Share |

UM

No prestigiado ranking da revista “Times Higher Education”. Mais um aspecto de relevo para o nosso País.

Share |

O Novo Quarteto?

Este filme é, infelizmente, uma prova de que nos EUA quem manda são as minorias ou quotas (...se preferirem o termo).

Seguindo as históricas personagens da Marvel, o Tocha Humana (Johny Storm) é irmão biológico da Sue Storm. Ambos sempre foram louros. Neste filme, o Tocha, imagine-se, é preto! Está tudo dito.

Contudo, o público, que gosta do Quarteto Fantástico, não se deixa enganar por fraudes destas e os resultados na bilheteira estão, obviamente, à vista.

Sejam verdadeiros!

Share |

Corte nos salários dos trabalhadores públicos?

Repor os rendimentos dos trabalhadores do sector público não significa, técnica e necessariamente, o aumento da despesa pública. O Prof. Cavaco, nos anos oitenta, dignificou o sector público sem aumentar a máquina. Quem desmesurou a Administração Pública foi o Eng. Guterres, relembre-se. O problema não são os salários, mas sim os excessivos lugares ocupados em supérfluos Institutos, afins e, claro, muitos boys and girls.

Muitas vezes critica-se a Administração, quando a História revela que uma das poucas coisas que nos pudemos orgulhar é precisamente dela. Por mais de 500 anos tivemos uma Administração competente que geriu grande parte do Globo. O Direito Administrativo diz-nos isso mesmo numa óptica integrada, comparativa e temporal. Poucos se lembram disso. Há que não confundir a Administração, que possuiu muitos profissionais competentes, com a sua tomada pelo PREC nos 70's (quiçá até aos nossos dias).

Além disso, muitas firmas de implementação de Qualidade têm verificado que o sector público, mesmo com todos os seus defeitos, tem regras bem definidas e hierarquizadas o que permite facilitar aquela implementação.

Por fim, é bom relembrar que a crise teve uma componente pública, mas a incompetência privada também deixou contornos desastrosos é ver-se os casos BPN, GES etc, etc.

Share |

HOLIDAYS SOUNDZZZzzz!


Para alguns críticos é o novo Prince. Shamir Bailey tem uma voz andrógina de contratenor e tem sido comparado a muitos músicos. Daqueles que foi comparado, o Prince parece-me o mais próximo. Afere-se, isso mesmo, de algumas musicas do último álbum "Ratchet".

Made in Portugal!

Orlando Soundtrack: Da adaptação ao cinema, pela realizadora Sally Potter, da obra de Viginia Woolf.


... e os fantásticos brasileiros REPETENTES 2008!

Share |

«Se mandarem os Reis embora, hão-de tornar a chamá-Los» (Alexandre Herculano)

«(…) abandonar o azul e branco, Portugal abandonara a sua história e que os povos que abandonam a sua história decaem e morrem (…)» (O Herói, Henrique Mitchell de Paiva Couceiro)

Entre homens de inteligência, não há nada mais nobre e digno do que um jurar lealdade a outro, enquanto seu representante, se aquele for merecedor disso. (Pedro Paiva Araújo)

Este povo antes de eleger um chefe de Estado, foi eleito como povo por um Rei! (Pedro Paiva Araújo)

«A República foi feita em Lisboa e o resto do País soube pelo telégrafo. O povo não teve nada a ver com isso» (testemunho de Alfredo Marceneiro prestado por João Ferreira Rosa)

«What an intelligent and dynamic young King. I just can not understand the portuguese, they have committed a very serious mistake which may cost them dearly, for years to come.» (Sir Winston Leonard Spencer-Churchill sobre D. Manuel II no seu exílio)

«Everything popular is wrong» (Oscar Wilde)

«Pergunta: Queres ser rei?

Resposta: Eu?! Jamais! Não sou tão pequeno quanto isso! Eu quero ser maior, quero por o Rei!» (NCP)

Um presidente da república disse «(...)"ser o provedor do povo". O povo. Aquela coisa distante. A vantagem de ser monárquico é nestas coisas. Um rei não diz ser o provedor do povo. Nem diz ser do povo. Diz que é o povo.» (Rodrigo Moita de Deus)

«Chegou a hora de acordar consciências e reunir vontades, combatendo a mentira, o desânimo, a resignação e o desinteresse» (S.A.R. Dom Duarte de Bragança)

Go on, palavras D'El-Rey!