Este é um microcosmo apartidário embora ideológico, pois «nenhuma escrita é ideologicamente neutra*»

*Roland Bartes

Intros: 1 2

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

UM SANTO NATAL E PRÓSPERO 2015

(Em modo de férias)
Share |

O Velho do Restelo


Share |

É mesmo diferente

Sem tvs, rádios ou jornais que fingem que ela não existe, A Família Real arranja sempre uma forma pouco dispendiosa, simples e tocante para chegar aos portugueses, no exacto meio que eles também o fazem para desejar boas festas àqueles que mais gostam.
Um Santo Natal igualmente!


Share |

Diáspora na Antiga Inglaterra

Começo a achar que a mudança vem de fora...tamanha é a força emigrante.

É muito simples, eles passaram a viver numa Monarquia e perceberam que é melhor.

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Made in Portugal.

Share |

A culpa é de Salazar, não dos últimos 40 anos

Ponto 1

Já sei, já sei ... a culpa, obviamente, é de Salazar! Naquela altura é que havia muita pobreza...

Ponto 2

Lá está ...obviamente Salazar, nunca, nunca mesmo um suposto grupo que nos andou a gerir desde 1974, que encheu-se de riqueza e criou terríveis lóbis e vícios de conformismo no povo.

Ponto 3


Share |

Quando éramos grandes, quando éramos Monarquia:


Share |

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Boyhood: Momentos de Uma Vida


Share |

106: Parabéns ao Grande Manoel!

Share |

Ramalho Eanes

Posso não concordar, nesta entrevista, com alguns aspectos específicos do seu pensamento, contudo é o único político que me merece o mais elevado reconhecimento e um integral respeito...quer pelo seu diferente prisma, quer pelo seu exemplo.


Share |

Luxos out!

Foi em Espanha, cá, na república avançadíssima, nem comento.

Share |

"Antes tarde do que nunca"

«“Velha ordem” perdeu o domínio sobre Portugal, diz o Financial Times

Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

In memorian | Fabíola da Bélgica

Faleceu hoje uma enorme e distintíssima mulher, que também era Rainha da Bélgica. Outrora, Fabíola, foi Rainha dos Belgas ao lado do seu amado marido o Grande Rei Balduíno da Bélgica, que antes de ser um nobre Monarca era um nobre Homem.

É com tristeza que sinto a partida deste casal que tanto marcou positivamente aqueles que os admiravam. Coragem, carácter, descrição, carisma, delicadeza e respeito, eram algumas das muitas propriedades que intrinsecamente os caracterizavam. 

Até sempre.

Share |

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

20.000 Dias na Terra


Share |

Índice de Percepção de Corrupção 2014

São os dados objectivos do costume, nestes índices distintivos de civilidade e progresso a que Portugal teima em aderir mantendo o actual regime. Ou seja, para 2014, 11 (incluindo os 2 primeiros países), nos 15 primeiros, são monarquias.

Sempre coincidência…!? Não acredito em coincidências. São mesmo factos concretos derivantes dos grandes benefícios do regime monárquico e que assentam na grande instituição, de exemplo, referencia e idoneidade, que é o Rei.

Share |

Um sonho

Poder dizer às gerações vindouras que a república foi um mau período que Portugal atravessou, durante cerca de 100 anos, mas que felizmente já faz parte do passado. Portugal hoje encontra-se novamente restaurado.

Share |

Importa reconhecer

O Presidente Luís Lavradio foi o primeiro a perceber, em 104 anos, o quanto era necessário mexer no aspecto gráfico da imagem da Causa. Era preciso investir com alguém que soubesse. Deixar de amadorismos. 

Há anos que ando a apregoar isso, muitas vezes contra críticas medievais...para não dizer paleolíticas.

Agora é necessário continuar o trabalho, sobretudo de actualização, em muitos aspectos. Ainda há muito a aperfeiçoar e ele, certamente, que o saberá fazer com as pessoas certas e aclaradas de espírito.

Um bem-haja a ele pelo mandato. Merece indubitável reconhecimento.

Bom trabalho.

Share |

Ruptura lógica

Uma boa forma de iniciar a reconciliação entre os portugueses e dar azo a uma proactiva inversão do rumo que Portugal anda a tomar, era abolir todos os feriados que colocaram portugueses contra portugueses e enaltecer aqueles que congregaram portugueses.

Share |

III república = Conformismo

Share |

A ver

Mais uma excelente conversa conduzida por Luís Osório.

Share |

"A Verdade Sem Medos"


Share |

"Dividir para reinar"

Bloco: liderança "hexacéfala".

Share |

A minha para 2014 é:


Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

"O dia mais de Portugal que todos os dias de Portugal"*

Rei, Povo, liberdade, independência, determinação, união, coragem, acção, empreendedorismo, filarmónicas, alegria, energia positiva...enfim, tudo faz sentido.

* Deputado Ribeiro e Castro.

Fotos - PPA

Share |

«Se mandarem os Reis embora, hão-de tornar a chamá-Los» (Alexandre Herculano)

«(…) abandonar o azul e branco, Portugal abandonara a sua história e que os povos que abandonam a sua história decaem e morrem (…)» (O Herói, Henrique Mitchell de Paiva Couceiro)

Entre homens de inteligência, não há nada mais nobre e digno do que um jurar lealdade a outro, enquanto seu representante, se aquele for merecedor disso. (Pedro Paiva Araújo)

Este povo antes de eleger um chefe de Estado, foi eleito como povo por um Rei! (Pedro Paiva Araújo)

«A República foi feita em Lisboa e o resto do País soube pelo telégrafo. O povo não teve nada a ver com isso» (testemunho de Alfredo Marceneiro prestado por João Ferreira Rosa)

«What an intelligent and dynamic young King. I just can not understand the portuguese, they have committed a very serious mistake which may cost them dearly, for years to come.» (Sir Winston Leonard Spencer-Churchill sobre D. Manuel II no seu exílio)

«Everything popular is wrong» (Oscar Wilde)

«Pergunta: Queres ser rei?

Resposta: Eu?! Jamais! Não sou tão pequeno quanto isso! Eu quero ser maior, quero por o Rei!» (NCP)

Um presidente da república disse «(...)"ser o provedor do povo". O povo. Aquela coisa distante. A vantagem de ser monárquico é nestas coisas. Um rei não diz ser o provedor do povo. Nem diz ser do povo. Diz que é o povo.» (Rodrigo Moita de Deus)

«Chegou a hora de acordar consciências e reunir vontades, combatendo a mentira, o desânimo, a resignação e o desinteresse» (S.A.R. Dom Duarte de Bragança)

Go on, palavras D'El-Rey!