Este é um microcosmo apartidário embora ideológico, pois «nenhuma escrita é ideologicamente neutra*»

*Roland Bartes

Intros: 1 2

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

sábado, 24 de dezembro de 2016

King's College Choir | Christmas Carols

O King's College de Nossa Senhora e São Nicolau, em Cambridge, fundado em 1441 pelo Rei Henrique VI.
Ao fundo a ‘Adoração dos Magos’, obra de Peter Paul Rubens.
Data - 1633-1634
Técnica - Óleo sobre tela
Dimensões - 328 × 247 cm


Share |

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Silence


Share |

Movimento

«A história da humanidade é, essencialmente, a história de humanos em movimento.»

Patrick Kingsley, autor de 'The New Odyssey: The Story of Europe's Refugee Crisis'.

Share |

Progresso finalmente


Share |

França: esquerda sem 'aValls'

Relativamente à França o esquerdismo deposita as suas esperanças em Valls, ou seja o lado mais direitista que o socialismo já viu nos últimos tempos na Europa.

Em suma, ganhe quem ganhar, a direita sairá sempre vencedora.

Share |

Mais um

Ainda hoje, quando me lembro, Rio-me do imposto para a redução da dívida pública.

Share |

O Rei Poeta



Share |

D. Fernando II | Bicentenário do nascimento


Share |

WEEK SOUNDZZZzzz!


Share |

domingo, 18 de dezembro de 2016

MANIFESTO DE CIDADANIA I

Incineradora | São Miguel | Ponta Delgada
Manifesto de Cidadania

Esta notícia reporta-se a 2004, repito 2004, cerca de 12 anos atrás. De salientar que, neste processo (em Coimbra), é a própria Provedora do Ambiente da Câmara Municipal de Coimbra que, já naquela altura, se manifestou contra a incineradora, tendo proposto medidas alternativas, concretamente tratamento mecânico e biológico. Acrescentou que a incineradora é “uma opção cara e desrespeitadora dos compromissos comunitários ambientais”.

Relativamente ao processo da incineradora a ser instalada em São Miguel, potencialmente em Ponta Delgada (Azores Parque), pouco mais recente que o de Coimbra, pois o seu início data de 2008, apenas tivemos conhecimento, no que concerne a algo similar à predita provedoria conimbricense, das suscitações de Alexandre Gaudêncio (edil da Câmara Municipal da Ribeira Grande). Porém, atendendo às mais recentes notícias, que falam em “unanimidade” quanto à continuação do processo, aquele parece ter capitulado.

Este é um assunto mal comunicado às populações conforme vários intervenientes têm vindo a alertar na comunicação social e, consequentemente, demasiado grave face aos contornos que poderão assumir para a saúde, turismo e para o ambiente em geral.

Desafio qualquer um dos agentes políticos identificados e responsáveis no procedimento a esclarecerem acerca do grau de malefício para saúde que a incineração pode gerar, uma vez que os gases expelidos, por terem uma complexa composição química, poderão importar consequências diretas para a saúde pública, por via do ar que respiramos. 

Têm de ser reapreciadas as consequências deste equipamento, em geral, para São Miguel e, em especial, caso se confirme a localização, para os cidadãos e munícipes de Ponta Delgada, sem descurar da saúde das nossas crianças, as futuras gerações.

Se a construção vier a ser concretizada no Azores Parque e, como tal, tornar a cidade de Ponta Delgada o ESCAPE da incineradora na ilha, cujos gases e efeitos vão atingir diretamente, num vasto perímetro, os ponta-delgadenses e também os ribeira-grandenses, gostaria de afirmar que não se votou no Dr. Bolieiro para isto, muito menos num organismo como a Associação de Municípios, este sem voto popular de todo. Não me recordo de ver esta matéria no seu Programa eleitoral. Solicito-lhe, pois, enquanto Presidente da edilidade visada, a minha edilidade, uma ação/movimentação concreta e contrária no sentido de por termo a este projeto ou perderá a minha confiança enquanto eleitor e munícipe. Neste domínio há reverso (quanto se sabe ainda não existe adjudicação). 

Culmino afirmando que o meu voto, nas próximas eleições, irá para o candidato que, expressa e inequivocamente, demonstrar que não irá construir a incineradora e que apresentar medidas alternativas conforme se verificou em Coimbra.

Share |

sábado, 3 de dezembro de 2016

Arrival


Share |

Restauração sempre!

Como é diferente quando todos os portugueses se encontram do mesmo lado. Este é um feriado de todos.
Acabemos com feriados ideológicos que colocaram/colocam portugueses contra portugueses.
Restauração sempre!

Share |

Como deviam ser os feriados

O dia 5 de outubro, reportado ao Tratado de Zamora, devia ser o dia de Portugal e da Independência.
O passado dia 1 devia ser o da Liberdade.

Share |

Ode à organização

Focando-me, por exemplo, em Kant e Hegel, devo confessar que acho quase ignóbil aquela distorcida, embora estabelecida, opinião de relacionar a inteligência a uma certa desordem, a uma postura pouco organizada, normalmente aqueles comuns argumentos de que é "louco embora genial", "vive no caos mas possui um cérebro brilhante", "desorganizado externamente, mas organizado internamente". Nada mais ardil. 
Curiosamente, as mentes mais brilhantes que conheci, inequivocamente superiores às comuns, revelavam pessoas extremamente organizadas em sentido amplo. 
Não sendo aqui trazida à colação a emoção humana, muitas vezes equilibrante, tão somente invocando-se o domínio da pura razão e lógica, estas estão inequivocamente conexas a comportamentos de tal modo sistematizados que acabam por aglomerar, rápida e distribuidamente, informação e conhecimento, operando de forma mais apurada que o outro entendimento aqui em contraste.
Talvez por isso é hoje frequente ver-se muita "loucura e caos" e pouca "organização e ordem" e, consequentemente, menos progresso que aquilo que devíamos alcançar, acrescendo que estamos a perder, também por isso, a disputa com as máquinas.


Share |

Sempre pensei que terrorismo derivava de terror…

A capa da “E – A Revista do Expresso” de 12-11-2016 falava do “terror do regime de Assad e da violência do Daesh”.
Ou seja, segundo o Expresso e segundo o responsável pela matéria em questão (“A menina de Alepo – Nujeen”), ficamos a saber, atendendo aos substantivos empregues, que o regime de Assad significa terror e que o Daesh é (apenas) violento. Por outras palavras, o governo de Assad, que há poucos anos nem se ouvia falar, uma vez que era dado consumado a tranquilidade existente na Síria, atualmente, vai-se lá saber porquê…, passou a ser muitíssimo pior que o Daesh…que é uma organização tão-somente violenta comparativamente ao governo sírio que personifica o terror.

Share |

Geraldine Page

Geraldine Page, atriz norte-americana, nascida a 22 de novembro de 1924, Kirksville, Missouri, EUA.


Share |

Schäuble

Wolfgang Schäuble tomou posse a 22 de novembro de 2005 como Ministro das Finanças da Alemanha do Primeiro Gabinete Angela Merkel, esta sendo, naquela data, a primeira mulher a ocupar o cargo de chanceler da Alemanha.
Ficou confinado a uma cadeira de rodas após ter sido vítima de atentado em outubro de 1990. A tentativa de assassinato aconteceu numa ação de campanha eleitoral no Estado Federal de Baden-Württemberg, tendo levado um tiro na coluna vertebral.


Share |

She's the best man for the job

«Os Tories escolherem, ainda nos anos 70 (quando não havia esta angústia de mostrar diversidade) a Margaret Thatcher para o cargo afirmando "she's the best man for the job". »

S. Jofre.

Share |

Sinais dos tempos

Marcelo reúne uma circunstância única na História, pois é o primeiro Chefe de Estado português que, em vez de ter uma Rainha Consorte, Primeira-Dama, mulher ou companheira, tem uma namorada.

Share |

Vergüenza


Essa gente envergonha qualquer português. Como não bastasse o desrespeito, foram mesmo ao patamar da provocação ao usar uma camiseta com a bandeira republicana espanhola.

Share |

(In)coerências

Há quem não aplauda um Rei duplamente legitimado democraticamente (Constituição e Referendo), mas aprove votos de pesar a Fidel Castro...

Share |

Multidão e Reis, é sempre assim


Share |

Visita de Filipe VI

Ouvido de uma pessoa que nada liga às questões república vs monarquia:

«Tinha tanta gente no Norte para ver os Reis, com um referendo…não sei, não sei…»


Share |

Isabel de Bourbon

Nascida em «(…) Fontainebleau, 22 de novembro de 1602 – Madrid, 6 de outubro de 1644) foi a primeira esposa do rei Filipe IV e Rainha Consorte da Espanha de 1621 até sua morte, e também Rainha Consorte de Portugal e Algarves entre 1621 e 1640. Era a filha mais velha do rei Henrique IV da França e sua segunda esposa Maria de Médici.»

In Wk.


Share |

Saladino, O Grande

"Tornou-se célebre entre os cronistas cristãos da época pela sua conduta cavalheiresca" e, apesar de ter sido o maior adversário dos cruzados, "conquistou o respeito de muitos deles, incluindo Ricardo Coração de Leão". Nunca foi uma figura odiada na Europa, antes um exemplo relativamente aos "princípios da cavalaria medieval".
Conquistando Jerusalém, soube ocupar a cidade com a mestria árabe que outrora tanto mérito deu à respetiva cultura. Respeitando as crenças religiosas de todos, os seus símbolos, nunca deixou de ser uma referência no seio da sua própria religião...ainda hoje. Ele foi, por assim dizer, um imperador árabe, porquanto unificou várias fações e tribos.
Um homem poderoso que honrou um islão que era muito mais próximo do verdadeiro do que aquele que, infelizmente, muito ouvimos hoje falar. Saladino, eventualmente, o último rosto de um universo árabe de progresso e avanço que acabaria por estagnar pouco tempo depois do seu desaparecimento.

Fonte complementar - Wk.


Share |

«Se mandarem os Reis embora, hão-de tornar a chamá-Los» (Alexandre Herculano)

«(…) abandonar o azul e branco, Portugal abandonara a sua história e que os povos que abandonam a sua história decaem e morrem (…)» (O Herói, Henrique Mitchell de Paiva Couceiro)

Entre homens de inteligência, não há nada mais nobre e digno do que um jurar lealdade a outro, enquanto seu representante, se aquele for merecedor disso. (Pedro Paiva Araújo)

Este povo antes de eleger um chefe de Estado, foi eleito como povo por um Rei! (Pedro Paiva Araújo)

«A República foi feita em Lisboa e o resto do País soube pelo telégrafo. O povo não teve nada a ver com isso» (testemunho de Alfredo Marceneiro prestado por João Ferreira Rosa)

«What an intelligent and dynamic young King. I just can not understand the portuguese, they have committed a very serious mistake which may cost them dearly, for years to come.» (Sir Winston Leonard Spencer-Churchill sobre D. Manuel II no seu exílio)

«Everything popular is wrong» (Oscar Wilde)

«Pergunta: Queres ser rei?

Resposta: Eu?! Jamais! Não sou tão pequeno quanto isso! Eu quero ser maior, quero por o Rei!» (NCP)

Um presidente da república disse «(...)"ser o provedor do povo". O povo. Aquela coisa distante. A vantagem de ser monárquico é nestas coisas. Um rei não diz ser o provedor do povo. Nem diz ser do povo. Diz que é o povo.» (Rodrigo Moita de Deus)

«Chegou a hora de acordar consciências e reunir vontades, combatendo a mentira, o desânimo, a resignação e o desinteresse» (S.A.R. Dom Duarte de Bragança)

Go on, palavras D'El-Rey!