Este é um microcosmo apartidário embora ideológico, pois «nenhuma escrita é ideologicamente neutra*»

*Roland Bartes

Intros: 1 2

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

CIDADANIA PELA MONARQUIA: MELHOR DEMOCRACIA!



Amigos monárquicos,

Em primeiro lugar gostaria de agradecer os apoios efectuados, mas também as diversas mensagens de incentivo e reencaminhamentos que têm sido feitos e não apenas daqueles que pensava serem monárquicos. Deixo, por isso, o agradecimento sincero a todos esses firmes e determinados monárquicos que acreditaram e assim apoiaram!

Mas ainda é preciso mais esforço, divulgação e apoios! O movimento precisa de Vós: Divulguem nos blogues, twitter e facebook!

No primeiro dia, i.e. na passada sexta-feira, havia 1 apoio. Hoje, passada menos de uma semana, e em 204 movimentos criados, “Cidadania pela Monarquia: Melhor Democracia!” já aparece no primeiro ¼ de candidaturas. 44.ª posição ex équo! Ou seja, quase nas QUATRO DEZENAS de apoios. Vamos admitir como possível uma chegada ao penúltimo painel de apoios (entre os 167-56 [painel 2]) até ao início da próxima semana. Vamos lá! Acreditem, eu acredito!

O numérico ainda é insuficiente, mas é importante ressalvar a dinâmica percentual de crescimento em tão poucos dias.

Posso afiançar que o movimento teve a honra de contar, naqueles apoiantes, com pessoas que valem muito na Causa e que, acima de tudo, merecem a minha maior consideração, estima pessoal e intelectual. Sinto-me já enobrecido, apenas com os primeiros apoiantes.

Mais informo que os apoios no portal do Governo têm um formato sigiloso. Ou seja, quem apoia não aparece o nome.

É fácil apoiar:

a) Ou registam-se directamente no portal, colocando um nome e sobrenome, um endereço de e-mail e uma password qualquer que não tem de ser a do respectivo e-mail;

b) Ou então, ainda mais fácil, no mesmo link supra referido, encontrarão uma função “Ligue-se ao FACEBOOK” que lhes permite pela própria rede social registarem-se.

c) Depois de estarem registados, é só irem à candidatura monárquica “Cidadania pela Monarquia: Melhor Democracia!” e clicar “apoiar”. Aparecendo a expressão “apoiado” está concluído.

Relembro que é importante posicionar o movimento na primeira fase (até 30-9-2012), que apurará os 7 primeiros para a fase final. O sétimo vai com cerca de 790 apoios. Contudo, apenas no facebook, existem mais de 8.000 monárquicos inscritos. Deixo este facto à consideração e consciência de cada um.

Caros amigos, mais simples que isto é impossível. É aquilo que chamo “acção de sofá”, sem custos e incómodos…mas que poderá ter muito efeito sensibilizador para o crescimento, a prazo, do assunto Monarquia em Portugal. 

Os movimentos mais apoiados circundam os habituais temas dos animais, canis, gatis e touradas. Mais do mesmo. Ou seja, há mais sectores preocupados com esses assuntos que nós, mais de 8.000 no facebook, que nem com uma solução simples destas nos movemos? Estou esperançoso que não…sempre foram 767 anos em boa Monarquia.

O assunto Monarquia em Portugal não ficaria pior…isso asseguro-lhes. Alguém tem de fazer algo, o nosso País decai a cada dia.

Fica o apelo!

Viva Portugal, viva a nossa Cultura, viva o nosso Povo, viva o Rei! 
Bem hajam.
Share |

Sem comentários:

Enviar um comentário

«Se mandarem os Reis embora, hão-de tornar a chamá-Los» (Alexandre Herculano)

«(…) abandonar o azul e branco, Portugal abandonara a sua história e que os povos que abandonam a sua história decaem e morrem (…)» (O Herói, Henrique Mitchell de Paiva Couceiro)

Entre homens de inteligência, não há nada mais nobre e digno do que um jurar lealdade a outro, enquanto seu representante, se aquele for merecedor disso. (Pedro Paiva Araújo)

Este povo antes de eleger um chefe de Estado, foi eleito como povo por um Rei! (Pedro Paiva Araújo)

«A República foi feita em Lisboa e o resto do País soube pelo telégrafo. O povo não teve nada a ver com isso» (testemunho de Alfredo Marceneiro prestado por João Ferreira Rosa)

«What an intelligent and dynamic young King. I just can not understand the portuguese, they have committed a very serious mistake which may cost them dearly, for years to come.» (Sir Winston Leonard Spencer-Churchill sobre D. Manuel II no seu exílio)

«Everything popular is wrong» (Oscar Wilde)

«Pergunta: Queres ser rei?

Resposta: Eu?! Jamais! Não sou tão pequeno quanto isso! Eu quero ser maior, quero por o Rei!» (NCP)

Um presidente da república disse «(...)"ser o provedor do povo". O povo. Aquela coisa distante. A vantagem de ser monárquico é nestas coisas. Um rei não diz ser o provedor do povo. Nem diz ser do povo. Diz que é o povo.» (Rodrigo Moita de Deus)

«Chegou a hora de acordar consciências e reunir vontades, combatendo a mentira, o desânimo, a resignação e o desinteresse» (S.A.R. Dom Duarte de Bragança)

Go on, palavras D'El-Rey!